Fazer dieta não é uma tarefa tão fácil quanto a gente imagina. Além de determinação e controle, a gente precisa ter um acompanhamento de um profissional para não transformar saúde em desconforto. Você já deve ter feito alguma que não durou por muito tempo, todo mundo tem uma história assim pra contar. A dieta tem que se tornar um prazer em sua vida e não ”fazer só por fazer”. Quem nunca ouviu a amiga dizendo que está super firme na dieta mas que não viu evolução nenhuma?

Hoje em dia, nos consultórios de nutricionistas e endocrinologistas, em vez de chamarmos de dieta, o protagonista no tratamento da obesidade ou aumento de peso é o plano alimentar. A diferença é grande e começa já na definição entre um e outro. Dieta é provisório e passageira, plano alimentar é para sempre. Portanto, pense em emagrecer como um plano a longo prazo e não imediato.

Ficar em jejum ou comer pouco no café da manhã pode colocar seu organismo em estado catabólico, que causa perda de massa muscular, retarda o metabolismo impedindo a queima de gordura. Como ficamos em jejum longas horas, a taxa de açúcar no sangue fica baixa e com a falta de proteína ingerida recentemente o corpo entra em um estado catabólico e busca energia nos músculos, fazendo com que estes sejam queimados e não construídos.

A escolha dos carboidratos faz toda diferença na nossa alimentação, precisamos evitar os carboidratos simples farinha branca, açúcar e doces, pois eles em excesso são estocados no nosso corpo como gordura. Prefira os carboidratos complexos que são farinhas integrais, inhame, batata doce, aveia, que são absorvidos de forma mais lenta pelo nosso organismo e nos deixam saciados por um maior período de tempo. O aconselhado é usar os carboidratos simples (rápida absorção) apenas após o treino de musculação, junto com uma proteína para iniciar-se a reconstrução muscular.

A quantidade de carboidratos e proteínas deve ser equilibrada ao longo do dia, em todas refeições devem existir quantidades moderadas de carboidratos complexos e proteínas magras, fibras e vitaminas. A quantidade por porção varia dependendo do perfil e objetivo de cada pessoa.

Ingestão de gorduras boas é fundamental para ajudar no crescimento muscular e queima de gordura. 15 a 30% de ingestão diária de gorduras sadias são a indicação dos nutricionistas, como azeite de oliva e oleaginosas (amêndoas, nozes, amendoim).

O corpo é construindo de forma sólida e forte ao longo de anos, nosso corpo não é moldado da noite para o dia. Tem que ter disciplina e comer corretamente todos os dias para atingir bons resultados e ao seu tempo chegará em seu objetivo.

Refeições pesadas e com muito carboidrato a noite são um erro para quem visa emagrecer. A noite nosso metabolismo fica mais lento e o gasto energético é menor, pois somos menos ativos nesse horário. As calorias ingeridas no fim do dia ficam propensas a serem armazenadas em forma de gordura. O indicado é fazer uma refeição leve no jantar com proteínas magras, saladas e legumes para promover ao músculo aminoácidos, que durante o sono promoveram anabolismo.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Enviar