Ômega 3 é um ácido graxo que aparece em alguns tipos de peixes, especialmente os de águas frias e profundas como o salmão, bacalhau, truta, cação, cavala. O peixe de água salgada é mais rico, porque se alimenta de algas, que têm grandes concentrações desses ácidos. Existe um tipo de ômega 3 bom e outro menos benéfico. Quando analisados, o bom ômega 3 é um ácido graxo de cadeia longa, o ruim apresenta cadeia curta.

Muito se fala sobre os benefícios do ômega 3 para a saúde. Grande é a busca por suplementos com a substância e a prioridade na compra de alimentos cuja embalagem indica ser enriquecido com o tal ácido. Na verdade, pouco se sabe sobre o assunto.

Tire agora suas dúvidas de mitos e verdades sobre o ômega 3.

Ômega 3 faz bem para o coração.

Verdade. Existem inúmeros benefícios em suplementar a nutrição diária com ômega 3. A ingestão de doses elevadas deste ácido graxo auxilia na redução da depressão, melhora a parte cardiovascular e previne as doenças do coração.

O consumo de alimentos industrializados enriquecidos com ômega 3 suprem a necessidade diária do produto.

Mito. Como explicado anteriormente, o bom ômega 3 é o de cadeia longa. Nos produtos industrializados, o ômega 3 utilizado majoritariamente é o de cadeia curta. Por este ser muito mais barato que aquele proveniente dos peixes de águas profundas, os fabricantes o usam como chamariz, mas não esclarecem que utilizam o ácido graxo pequeno que possui benefícios nutricionais duvidosos.

Suplementos de puro ômega 3 em cápsula são mais benéficos por sua alta concentração do ácido.

Mito. Assim como nos alimentos, diversas dessas cápsulas de ômega 3 prometem o que não podem oferecer. Você pode estar ingerindo o “mal” ômega 3 pensando que ingere o “bom”, já que os rótulos não discriminam com precisão o tipo do ácido graxo que está sendo oferecido, se é o de cadeia longa ou curta. A melhor maneira de ingerir qualquer nutriente é de maneira natural, no caso do ômega 3, consumindo peixes ricos na substância.

O consumo de ômega 3 favorece a longevidade.

Verdade. O ácido é grande aliado da longevidade. Em países como o japão, onde o índice de consumo de peixes ricos em ômega 3 é bastante alto, a expectativa de vida também é elevada. Pesquisadores da universidade de Harvard (Estados Unidos) concluíram que a o consumo do ácido por idosos pode aumentar a expectativa de vida em até 2,2 anos.

About The Author

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Enviar